Grupo de Oração Estrela da Manhã (avaliação ano 2016)

Avaliação 2016

Grupo:

  • Mantivemos a unidade da equipe de servos, com os participantes e a comunidade.

  • Incentivamos o Grupinho de Oração Estrelinha da Manhã, com uma evangelização específica para as crianças.

  • Apersar do número de particpantes não ser muito grande, eles se mantiveram perseverantes.
  • Conseguimos cumprir com nossos objetivos e compromissos com a RCC Diocesana nas parcelas mensais em prol da sede (ano 2016).
  • Insentivamos os os participantes do grupo, motivando-os ao dízimo paroquial.
  • Participamos e contribuimos efetivamente nas promoções e eventos paroquial, assim como na liturgia das missas.
  • Permanecemos unidos a comunidade durante todo o período das missões e pós missões.
  • Reestruturamos um novo ministério de música para o grupo. 

​Nossos objetivos para 2017:

  • Ainda é necessário um melhor envolvimento com os participantes através do ministério da promoção humana, resp dentro das grupoonsável em acolher, acompanhar as necessidades dos participantes do normas da RCC. 
  • Desenvolver ainda mais Grupinho de Oração das crianças, pois sentimos necessidade de mais conhecimento (dentro das diretrizes da RCC), para melhor atuar junto às crianças.
  • Buscar uma maior aproximação com os participantes e seus familiares, através do "ACENDER A CHAMA DO JUBILEU DA RCC" e da reza do terço (ministério das famílias).
  • Aprofundar a espiritualidade dos participantes do Grupo e da comunidade através do seminário de vida no Espírito e experiência de oração.
  • Promover grupo com pregações específicas às FAMÍLIAS.

​Paroquial

  • Observamos um grande crescimento na frequência nas missas das comunidades.
  • Uma acolhida calorosa, descontraída por parte do nosso pároco para com a assembléia.
  • Houve um retorno de muitos leigos engajados, que estavam afastados de nossa comunidade.
  • Muitas pastorais que estavam desativadas (desanimadas) estão sendo reestruturadas, fazendo com que houvesse engajamento de muitas pessoas que nunca estiveram a serviço da paróquia.
  • Formação de novos movimentos (Terço dos Homens) e abertura do espaço físico para grupo de ação social (Grupo de Apoio, Psicólogas, etc.).
  • Observamos uma preocupação em buscar e evangelizar paroquianos não participantes, através das missões.